Domingo, 20 de Abril De 2008

Luar -Sol da meia noite

Acabei de escrever um soneto que vou passar para vós, espero que alguém leia e goste.
                        
Sol da meia noite
                        
Chega a noite, e o Sol desaparece
E a Lua vem, ocupar o seu lugar
Espalhando pela terra, o seu luar
Que sendo frio, as nossas almas aquece
                                
Lua! és mistério, e convidas à Paixão
A tua luz, é suave e feiticeira
E tomas conta dos sentidos, de maneira
Que nos roubas, muitas vezes a razão
                               
Quantas vezes ao luar, nos esquecemos
E prateamos nossas vidas, j à sem cor
E esquecemos, a dura realidade
                         
Porque de dia, a vida que nós vivemos
É tão diferente, cheia de m à goa e dor
Mas essa sim, ser à a nossa verdade
                                    M-I-P
sinto-me: Atrasada
publicado por linhaseletras às 19:19
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quinta-feira, 17 de Janeiro De 2008

Consegui

 Parece que consegui o que queria, agora só peço a quem for ao meu blog me diga se está alguma imagem, agora vou escrever uns versos a condizer com as imagens

Feitiço da lua

Ó lua redonda e bela

Que alegras a noite fria

Vista da minha janela

A tua luz tem magia

                    

Tem magia e tem segredos

Que eu queria desvendar

Também esconde alguns segredos

E histórias de encantar

               

Namorados ao luar

Trocam promessas! Desejos

Prometendo muito Amar

Selando o Amor com beijos

          

Lua tu és confidente

De todo o apaixonado

No momento doce e quente

Por ti é enfeitiçado

E agora chega  boa noite

espero que tenha conseguido  

M-I-PATA

sinto-me:
publicado por linhaseletras às 00:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Agosto 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31