Quinta-feira, 22 de Maio De 2008

Sol, a estrela da vida

 
 
Eu quero Luz
                             
 Quero a luz do Sol, para me aquecer
A luz do teu olhar, para me guiar
Quero a luz da Lua, para Amar
Ontem, hoje, amanhã, até morrer
                               
Quero Luz! Não importa donde vem
Da Lua, do Sol ou das estrelas
Para mim, serve qualquer uma delas
Eu quero luz, ás escuras não estou bem
                             
HÁ luzes, que se mantêm  acesas
Dentro de nós, sem deixarem de brilhar
E que mantêm, a nossa vida desperta
                          
Tão intensas, que nos mostram com certezas
Que só com  luz, poderemos caminhar
E encontrar nosso rumo, nossa meta
 
 
 M-I-P                          Estes golfinhos  vão direitinhos  para a Fernanda, com   




sinto-me: Bem disposta
tags: , ,
publicado por linhaseletras às 23:48
link do post | comentar | favorito
Domingo, 06 de Abril De 2008

Principio de férias

           Olá! espero que todos estejam bem dispostos, e que o fim de semana esteja  acorrer bem.
                      
Não sou nada e sou tudo
                     
Eu sou um grão de areia, no deserto
Nesta areal enorme, que é a vida
Como o vento, tento encontrar uma saída
Mas não há nenhum Oásis,ali perto
                                      
Meu peito é um campo, sem barreira
Cheio de Amor, para dar a quem quiser                                                         
Todo aquele, que me quiser entender
Terá de mim , amizade verdadeira
                   
Como o Sol, que aquece aquela areia
Que no deserto, se estende sem limite
Assim é o Amor, que guardo em mim
                        
Tal qual esta Paixão, que me incendeia
Assim, tambem eu quero que fique
Guardada no meu peito até ao fim
                        
   M-I-P
sinto-me: Tranquila
publicado por linhaseletras às 16:39
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 14 de Março De 2008

Presente

Olá! Hoje vou dedicar este post á minha sobrinha, muito querida que faz hoje anos por isso não me vou alongar, e vou já escrever o poema que fiz hoje.
 Não tem nada a ver com ela , mas vou dedicá-lo especialmente a ela.
                            
                                  
Poesia
 
 
Tinha uma arma escondida, e não sabia
Para lutar contra a tristeza, e o desgosto
E para pôr alegria, no meu rosto
Essa arma se chama Poesia
                              
Dentro de mim já travei, muitas batalhas
Dei de caras com Dragões, e Adamastores
Jã passei pela casa, dos horrores
Depois de tudo, fiquei feita em migalhas
                               
Peguei nos cacos, que sobraram e colei
Fiquei inteira, com algumas cicatrizes
Mas  a semente que planteio  já deu flor
                             
Após chegar ao fim, eu reparei
Que ao chão, eu estava presa por raizes
Raizes fortes, que sustentam  meu Amor
  
  
M-I-P                                                     
sinto-me:
publicado por linhaseletras às 20:58
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Agosto 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31