Segunda-feira, 12 de Maio De 2008

Campos lilases

    
                    
 
 
                      Campos lilases
 
No silêncio da viagem, de regresso
Meu olhar, se perde na paisagem
Como que saboreando, a aragem
Daquele vento, que traz o que mereço
 
Tapetes de flores, de cor lilás
Se estendem, ao longo do caminho
Quase me abraçando, com carinho
E passando, para mim aquela Paz
 
O campo me traz, tranquilidade                                                             
Fico feliz, por ver tanta beleza
E sinto, vários tipos de emoção
 
O encanto misturado, com saudade
A alegria , com um misto de tristeza
E do que vejo, fica a recordação
 
 
 M-I-P
 
                                                                   
sinto-me: Em Paz
publicado por linhaseletras às 23:18
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 09 de Abril De 2008

Dia de aniversário, estou mais velhota!

Vou tentar escrever alguma coisa, já que não posso sair de casa porque está a chover torrencialmente. Ontem quando vinha para cá, enquanto o carro rolava pela estrada meus olhos deliciavam-se a olhar os campos cobertos de flores campestres, e na minha cabeça iam surgindo ideias e palavras que quando cá cheguei passei para o papel, e deu isto que vou passar para vós.
 
 
Flores selvagens
            
Ao longo da longa estrada
Espreitam as Estevas selvagens
Lindas como uma miragem
Com brancas flores pintadas
                   
Até o mato bravio
Também tem sua beleza
Só porque a Mãe Natureza
Com um manto branco o cobriu
                   
Tapetes de várias cores
Se estendem sobre a paisagem
Como se fossem umas telas
                 
São tantas! tantas! flores
Formando uma bela imagem
Brancas,roxas,amarelas
                                                
  M-I-P
 
 
  Como estou sozinha canto os parabéns a mim própria , não acham que faço bem, isto é a prova que há uma criança dentro de nós, só que há muita gente que tem vergonha de a mostrar
 
 
 
                                                                         
     Até logo
sinto-me: Muito bem disposta
publicado por linhaseletras às 14:40
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Domingo, 09 de Março De 2008

Fim de semana feliz

Olá! Cá estou eu, depois de passar um bom fim de semana no meu Alentejo, onde eu adoro estar, só lá me sinto verdadeiramente livre, e venho mais leve e pronta para enfrentar mais um mês de trabalho, antes de lá voltar de novo.
Sabe tão bem olhar para o jardim e ver  flores  lindas e  vivas, até parece que estão a rir-se para nós, e a dizerem-nos»Não me leves daqui olha só para mim».
Mas eu como todo o ser humano sou egoísta e trago algumas comigo para casa para olhar para elas e sentir que tenho um bocadinho do meu jardim aqui na minha casa.
Hoje não escrevi nada, não tive tempo para a inspiração, o tempo foi pouco para visitar as pessoas de quem gosto e isso dá-me um imenso prazer e tento aproveitar o máximo no pouco tempo que lá estou. Tenho lá pessoas muito queridas, que embora com problemas de saúde são muito corajosas e lutadoras, assim como eu, isto já deve ser de família, nós lutamos por aquilo que queremos não baixamos os braços, e Deus por ver a nossa fé e a nossa força há-de ajudar-nos  a todos, eu todos os dias Lhe peço essa graça, só espero que Ele me oiça.
Hoje  vou deixar  um poema,  que já foi escrito há mais tempo, mas aqui vai na mesma. Não podia deixar-vos sem o poema do dia
 
                     
Luta pela felicidade
              
 
Amar-te muito é loucura
Não te amar é sofrimento
Como o Amor pouco dura
Vou aproveitar o tempo
               
                                                                                                               
A v ida é um furacão
O tempo passa depressa
Põe no que fazes Paixão
Para que nunca te aborreças
                                                                                                                                 
Já te Amei com desespero
Já fiz loucuras por Ti
Agora o que eu mais quero
É que Tu fiques aqui
                   
Já lutámos lado a lado
Mas continuamos cá
O passado é já passado
O futuro só Deus dirá
                 
                    Até amanhã se Deus quiser              M-I-P
sinto-me:
publicado por linhaseletras às 22:26
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 10 de Fevereiro De 2008

Manto florido

  Ol á c á estou eu de novo para  falar um pouco convosco, hoje vou falar-vos do meu Alentejo.
Fui passar o fim de semana ao Alentejo e quando ia na viagem vi um espect á culo maravilhoso que eu j á conheço muito bem, mas que hoje vou partilhar com vocês.
J á perto da minha terra os campos estão cobertos de flores brancas ou de outras cores também, formando um tapete lindo, que apetece ficar a olhar tempo sem fim, para podermos trazer a alma cheia de beleza e calma para combatermos a nossa rotina cinzenta , e apressada sem tempo para nada, uma correria desenfreada para chegarmos a lado nenhum.
E tanta beleza inspirou-me e escrevi estes versos que vou dedicar a todos os Alentejanos que visitarem este blog e também para todos que não sendo do Alentejo possam passar por aqui também, aqui  vão com os meus agradecimentos desde j á.
     
 
Tapete de flores
             
Um tapete de beleza
Se estende branco no chão
É um hino á Natureza
Que eu olho com emoção
                 
Um tapete de flores brancas
Estende-se ao longo da estrada
Duma beleza que encanta
Minha alma apaixonada
                  
Debaixo do arvoredo
Malmequeres são aos milhares                                                   
Vão desvendando segredos
De quem os for desfolhar
                   
Azinheiras e sobreiros
Pendem seus ramos pró chão
Para olharem sorrateiros
P'ra tão bela aparição
Por hoje chegapara  os meus visitantes.
                                                                                                        M-I-P
sinto-me:
publicado por linhaseletras às 21:53
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 24 de Janeiro De 2008

rosas belas

 
                  Rosas
Rosas brancas são pureza
Diz o povo e tem razão
Vermelhas são de certeza
A côr viva da Paixão
                    
Amarelas são mimosas
Belas como nunca vi
São sempre lindas as rosas
Se forem dadas por ti
                      
Podem ser de qualquer côr
São sempre belas as rosas
O ferecidas com Amor
São prendas maravilhosas
                 
Uma rosa desfolhada
Já teve a sua beleza
Agora será coitada
Uma imagem de tristeza
 
Hoje não me apeteceu escrever muito,fiz apenas estes versos para os oferecer a quem me visitar um  da M-I-PATA até amanhã se Deus quizer
sinto-me:
publicado por linhaseletras às 23:24
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Agosto 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31