Segunda-feira, 19 de Maio De 2008

Recordar o passado

Hoje não escrevi nada, esteve cá a minha neta Joana e estive o tempo que pude com ela, por isso vou publicar umas quadras que fiz há trinta  e seis anos.
Foram escritas em  "1972"numa fase muito negra da minha vida, nessa altura a caneta e o papel eram os meus confidentes, só ao papel eu  contava as minhas mágoas e tristezas, e foi assim durante muitos anos, hoje  lembro essa fase como se tivesse sido um pesadelo, e como os pesadelos desaparecem quando acordamos, eu agora estou bem acordada e o pesadelo já passou.
 
 
Desilusão
 
 
Eu já não tenho alegria
Nem para rir nem para brincar
E já maldigo esse dia
 Em que me foste encontrar
 
Esse dia para mim
Podia ser adorado
Mas já que tu queres assim
Será amaldiçoado
 
Já está a fazer sete anos
Que começou o martírio
E com tantos desenganos
Ainda acaba em delírio
 
Eu queria que tu me amasses
Como eu te amo a ti
Ou ao menos que  ficasses
Mais tempo ao pé de mim
 
M-I-P                                                                              
 








 
sinto-me: Pensativa
publicado por linhaseletras às 23:44
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Terça-feira, 29 de Abril De 2008

Colina da saudade

  
Colina da saudade
           
Subi á colina da saudade
E ao longe, avistei a solidão
Vislumbrei, então meu coração
Lutando, com grande ansiedade
                     
Luta coração, que vais vencer
Mesmo só, és forte e corajoso
Não podes tornar-te preguiçoso
Porque sem ti, eu não consigo viver
                   
Ao longe, uma mancha verdejante
Desperta, o melhor que h à em mim
Dando novo alento à minha vida
                         
Corro ao seu encontro, ofegante
Descubro nela a esperança, e assim
Eu sei que encontrei, uma saida
                      M-I-P
sinto-me: Com sono
publicado por linhaseletras às 22:50
link do post | comentar | favorito
Sábado, 19 de Abril De 2008

Tempo para viver

Olá ! Hoje vou publicar umas quadras que fiz há já algum tempo, ainda não tinha descoberto os sonetos o que eu fazia eram 
                 
Tempo de viver
                  
Ó tempo, podes parar!
Para eu poder viver?
Porque o fim pode esperar,
Tenho muito que fazer
                    
Apanhei a vida a meio
E bastante devagar
Por isso tenho receio
Do tempo não me chegar
                  
Tracei na vida projectos
E quero realizá-los
Quero ver crescer meus netos
Tambem poder ajuda-los
                     
Por isso quero viver
O mais tempo que puder
Para conseguir fazer
Aquilo que eu quiser
 
                    M-I-P
sinto-me: Anciosa
publicado por linhaseletras às 22:54
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Segunda-feira, 03 de Março De 2008

Sem tema

 
Hoje as imagens vão falar por mim
Para todos    M-I-P
Uma boa semana de trabalho ou de descanso conforme for a sua situação
                  Até
amanhã
sinto-me:
publicado por linhaseletras às 23:40
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Agosto 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31