Terça-feira, 22 de Abril De 2008

Erros

Serà que errei

Por tanto te Amar, renunciei

A tudo o que a vida, me oferecia

                                  Sem talvez saber, porque o fazia

                       Não consegui ver, e sei que errei

            

                   Errei, mas não sei se tive culpa

                  O destino, assim estava traçado

               E por mim, nunca foi alterado

                      E não consegui ver, como é que errei

  

           Tive que pensar, como crescida

                    Embora ainda fosse, uma criança

                     E a vida, j à me tinha posto à prova

 

               Agora, eu dou mais valor à vida

                          E dentro de mim, renasce a esperança

                   De mesmo tarde, ter uma vida nova

  

M-I-P
sinto-me:
publicado por linhaseletras às 23:16
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 26 de Março De 2008

Sonhos ou pesadelos

                                
          Olá! cá estou de novo, para deixar o meu soneto do dia, espero que gostem.
                
           Sonhos perdidos
                    
Além no Horizonte, num abrigo
Eu vislumbrei, uma luz, tão pequenina
Onde estão os meus sonhos, de menina
Eeu tento ir lá buscá-los, não consigo
                        
São sonhos impossíveis , penso eu
E que estão há muito tempo, adormecidos
De há tanto tempo, lá escondidos
Que até já deixaram ,de ser meus
                             
Agora vou esquecer, esses meus sonhos
E vou tentar viver, a realidade
E tudo aquilo, que Deus me oferecer
                              
Desenterrar os sonhos, é medonho
Eás vezes, é tão dura , a realidade
Que em vez de bem! apenas faz sofrer
                                                                                                                          
                            
                                                            M-I-P
                                                                                   
publicado por linhaseletras às 22:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 29 de Janeiro De 2008

Estrada da vida

  Olá tudo bem! hoje também não vou falar muito, agora que descobri  a maneira de enviar imagens, elas falam por mim e falam  muito bem não acham! elas conseguem transmitir os meus sentimentos e isso poupa-me muitas palavras e resulta muito bem.

Hoje escrevi este poema espero que gostem.

                      

Estrada da vida

                 

Pela estrada da vida

Já andei muito sem rumo

Esperando encontrar saída

E a esperança desfez-se em fumo

                          

Procurei felicidade

Carinho e compreensão

Mas o que tive em verdade

Foi pura desilusão

                 

A vida não é assim

Nem nós mandamos na vida

E esta vida para mim

É uma vida fingida

               

Finjo ser feliz! Não sou

Nem tenho o que mereço

Tenho de estar aonde estou

E ás vezes nem me conheço

 

Um  Para quem me visitar, até amanhã

 

 

publicado por linhaseletras às 22:19
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Agosto 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31