Domingo, 10 de Outubro De 2010

Alentejo branco e dourado

 

 

 

Alentejo branco e dourado

 

 

As paredes brancas que hoje vejo,

A brilharem ao Sol morno  do Outono,

Fazem-me esquecer quanto abandono,

E quanto sofres "Tu" meu Alentejo.

 

Sofres ao sentires que a tua gente,

Tem de abandonar esse teu chão,

Despedaçando assim teu coração,

Que chora cada "filho" estando ausente.

 

Teus campos dourados, ressequidos,

Fazem-me sentir tal nostalgia,

Que lágrimas se soltam dos meus olhos.

 

Despertam assim os meus sentidos,

Misturam tristeza e alegria,

Se vejo as perdizes nos restolhos.

 

 

 Counting Sheep Até amanhã    M-I-P

 

 







sinto-me: Com sono
publicado por linhaseletras às 23:56
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 04 de Junho De 2008

O Sol quando nasce é para todos

 
        "Sol" é vida 
 
                                                                              
 
Nasce o Sol, e com ele nasce a vida
A sua luz, ilumina a terra inteira
Tudo fica alegre, de maneira
Que ao olhá-lo, eu fico comovida
 
Eu te agradeço,  "Deus" tamanha graça
Do Sol eu ver nascer, todos os dias
E sentir tamanhas, alegrias
Não esquecendo, que há tantas desgraças
 
O Sol quando nasce, é para todos
Foi assim que Deus, o prometeu
Mas há quem o queira, esquecer
 
Quantas vezes  agindo, com bons modos
Há quem queira tirar, aquilo  que não deu
E faça com que alguém, fique a sofrer
 
             M-I-P                       







sinto-me: Agradecida
publicado por linhaseletras às 23:30
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 07 de Abril De 2008

Cristo em ponto de cruz

  Para terminar o meu serão vou mostrar-vos o meu Cristo que fiz o ano passado, e que gosto muito, mas que me deu muito trabalho a fazer, não o vendia por dinheiro nenhum.
                           Está lindo não está?
Só tenho pena de não ter mais tempo para fazer mais coisas deste género.
                                            M-I-P               
sinto-me: Com sono
publicado por linhaseletras às 00:25
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 30 de Janeiro De 2008

Poema para vocês

  Olá cá estou eu de novo! hoje vou escrever um poema que tirei ontem da »NET« e que  adorei, assim vou dedicá-lo a umas pessoas especiais que são:  as minhas filhas, aos meus netos e também aos meus sobrinhos, e já agora se alguém gostar dele como eu gostei! também pode ser para si.

                                  

Pode me chamar

                            

Se um dia lhe der uma louca vontade de chorar

                      Chama-me  

Não lhe prometo fazer sorrir

Mas posso chorar com você...

                        

Se um dia resolver fugir;

Não se esqueça de me chamar,

Não lhe prometo pedir para ficar,

Mas posso fugir com você,

                     

Se um dia lhe der uma louca vontade

De não falar com ninguém

Chama-me assim mesmo

Prometo ficar bem quietinha

 

                  Mas...

Se um dia você me chamar e eu não for

Vem correndo ao meu encontro...

 

Talvez eu esteja precisando de você

 

Não sei quem foi o autor, mas seja quem for , Obrigado por este belo Poema.

 

   

publicado por linhaseletras às 22:32
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Agosto 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31