Férias

                                                                                               
 
 
 
Coisas pequeninas! Mas tão grandes
 
 
Debaixo do vermelho, do chapéu
Que protege o meu corpo, do calor
Eu olho para tudo, com Amor
E sinto que tudo aquilo, é só meu
 
É meu! O jardim esse meu canto
É meu o canto, das andorinhas
É meu o zumbir, das abelhinhas
Que andam trabalhando, sem descanso
 
É lindo! Mas  é tudo tão efêmero
Tudo acaba, quando mal começou
E parto para o mundo, mais real
 
Há!  Como era bom, que fosse eterno
Poder parar o tempo, no momento
E afastar para sempre, todo o "Mal" 
 
             M-I-P  
 








publicado por linhaseletras às 00:11
link do post | comentar | favorito