O tempo voa

 
 
Este é o décimo primeiro soneto da coroa
 
 
 
 
O tempo voa
 
E luta! Eu sei que  tu tens coragem
Para vencer, grandes moinhos, de vento
Para combater, alguns dos contratempos
Que encontres, na tua longa viagem
 
Na estrada onde segues!Tem cuidado
Há espinhos, onde antes eram rosas
Colheram as flores, que eram viçosas
Ficou desolação, em todo o lado
 
Lembras-te! Quando corrias no campo?
Apanhando florinhas, pequeninas?
Vendo borboletas, esvoaçando?
 
Desse tempo, fica o desencanto
E as lembranças do tempo de menina
Que como as borboletas, vai voando
 
 
       M-I-P               
 
 








publicado por linhaseletras às 23:38
link do post | comentar | favorito