Recordações

Hoje vou voltar aos anos »70»,os piores anos da minha vida, anos de

sofrimento e de revolta e de descrédito no ser humano ,e que me

marcou para o resto da vida, que eu preferia esquecer, mas ao

mesmo tempo tenho que lembrar, para poder dar valor ao pouco que

tenho agora

Por isso hoje vou aqui deixar dois poemas que escrevi nessa altura e

que retratam a minha triste juventude .Aqui vão eles

 

Esgotamento e tristeza

 

Eu sinto o cérebro esgotado
Eu sinto que estou perdida
Mas continuo a teu lado
Até ter um fio de vida
 
Eu estou desesperada
Sem coragem para viver
Eu sinto-me abandonada
Que o meu desejo é morrer
 
Eu peço a Deus Misericórdia
Para o meu viver tão triste
Entre nós só há discórdia
Felicidade não existe
 
Duas filhas que nós temos
São a razão de eu viver
Porque nós nunca tivemos
Entendimento sequer

Uma pessoa com vinte anos não deveria ter de escrever estas coisas porque para as escrever  tive que as viver, o que foi muito cruel

Possível solução
Quem me dera enlouquecer
Só para não perceber
As coisas que tu me dizes
Para deixar de pensar
Se te quizesses calar
Podíamos ser felizes

 

Estou quase a perceber
Que te dá grande prazer
Veres-me sempre amargurada
Eu não posso andar contente
Porque tu mal o sentes
Fazes-me logo andar zangada
Eu queria era morrer
Para acabar meu sofrer
E para ti era melhor
O que já estou a ver
Estás a dar a entender
Que já não me tens Amor

 

 

 

Por hoje já chega amanhã há mais e  espero que esteja noutra »onda»         

 

 

publicado por linhaseletras às 00:51
link do post | comentar | favorito