Fim de semana no "Paraíso"

 
 Este fim  de semana fui ao Alentejo e como sempre  aquela calma
 
 inspirou-me, e nasceu este soneto.
 
 
 
 
 
 
 
 
              Giestas
 
 
 
A bela planície, Alentejana
Salpicada de giestas, amarelas
A Natureza, põe em cada uma delas
A imagem da beleza, Lusitana
 
Estendo o olhar, pelo arvoredo
Composto de azinheiras, e chaparros
Perco alguns minutos, e são raros
E guardo para mim, este segredo
 
 
Ninguém sabe o prazer, que tu me dás
Quando tenho tempo, para te olhar
E puder respirar, tua pureza
 
 
 
Só tu Alentejo, é que és capaz
De me dar esta força, para te Amar
E em ti encontrar, tanta beleza
 
 
 
 
 
                             M-I-P 
 
 








sinto-me: Com sono
publicado por linhaseletras às 23:21
link do post | comentar | favorito