Acordar a dor

        Olà cà estou eu para partilhar convosco os versos que fiz hoje.
Hoje foi um dia muito doloroso para mim, bastante complicado  mas houve alguma Força Maior que me deu um pouco de coragem e de alento para ultrapassar mais esta prova.
Como eu disse num dos últimos post , não se deve sofrer duas vezes  pela mesma dor, sendo assim o  sofrimento de hoje é o prolongamento do que se passou à j à alguns anos.
 Hoje tive a prova ,da certeza que jà tinha. Nós  não somos nada, não vale a pena andarmos a fazer mal uns aos outros com invejas, guerras e ódios desnecesários porque tudo se acaba num rectângulo de terra com sete palmos de profundidade, aí sim, somos todos iguais não h à ricos nem pobres.
Se todos parassem para pensar nisto chegariam à brilhante conclusão que a vida é só uma e que deve ser vivida o melhor possível , com Amor Paz e compreensão pelo nosso semelhante,   nunca pensarmos que somos melhores ou piores que  que os outros, cada um é como é ,por isso vive e deixa viver e ser à s mais feliz assim.
Parece que jà estou a falar demais ou estarei a filosofar? porque na realidade isto que eu estou a dizer parece mais uma utopia, mas o mundo seria bem melhor se fosse assim.
Então vamos aos versos, espero que gostem, porque eu despejei o que tinha na cabeça para o coração e passei para o papel e agora vejam o resultado.
                    
Saudade de Ti
                                                                                                                                                              
A Tua imagem , em nós ficarà gravada
Ninguém te esquece, nem poderia esquecer
Tua passagem, pela vida atribulada
Foi muito breve , e muito te fez sofrer
                                                                                                                                                                        
Tu foste Tudo, e em nada te tornaste
Mas seràs sempre ,recordado com verdade
Porque na vida, sem querer Tu não paraste
E assim partiste, ficando em nós a saudade
                              
 Saudade é dor, que nos mata devagar
Mas é com ela , que nós temos que viver
Pensando em Ti, que foste sem avisar
Deixando em nos , esta tristeza a corroer
                             
Se a saudade  não mata, mas diz que mói
Assim serà , eu acredito mas é tão forte
Mas que maltrata muito , e isso dói
No coração, e na alma de quem sofre
                        
M-I-P                                                 
Até amanhã
sinto-me:
publicado por linhaseletras às 23:28
link do post | comentar | favorito