Quarta-feira, 24 de Agosto De 2011

O tempo é das palavras

 
 
 
O tempo é das palavras
 
 
Hoje é o tempo das palavras
As que foram ditas e esquecidas,
Agora recordadas e vividas,
Lançadas ao vento e libertadas.
 
Tanto sentimento amordaçado,
Preso, acorrentado com grilhetas,
Por fim libertado, conta em letras,
O que foi um sonho destroçado.
 
Querer fazer aquilo que saía,
Do peito em labaredas a arder,
E ter alguém por perto a deitar água.
 
Ali eu sabia que morria,
Algo que eu queria ver nascer,
Por isso eu carrego tanta mágoa.
 
 
 
 
{#emotions_dlg.meeting}  M-I-P
 
 
 
publicado por linhaseletras às 22:26
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Domingo, 14 de Agosto De 2011

O tempo não pára

 

 
 
O tempo não pára
 
Caem dos meus olhos gotas de água,
Quando a partida se aproxima,
Mas eu tento afastar bem lá para cima,
Aquilo que me causa tanta mágoa.
 
É a solidão que sinto agora,
E me invade a alma até ao fundo,
É saber que não mando neste mundo,
E tudo o que se tem se vai embora.
 
Esqueci quando fiz os meus projectos,
Que tudo o que é pequeno vai crescer,
E vai seguir seu rumo seu caminho.
 
Pensei ter aqui sempre os meus netos,
Bem perto de mim para eu puder,
Sentir a sua alegria e o seu carinho
 
 M-I-P
 
publicado por linhaseletras às 23:16
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Agosto 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31