Quinta-feira, 25 de Novembro De 2010

Faltam-me as palavras

 
 
 
Este bolo é para ser distribuído por todos os que por aqui passarem hoje ou nos próximos dias, eu quero ver quem é que vai chegar primeiro. Mas como comer bolo sem beber nada"embucha" vou também oferecer uma taça de champanhe.
Talvez depois de bem comidos e bem bebidos tenham coragem para ler o que escrevi hoje.
Bom apetite.
 
 
 
 
Faltam-me as palavras
 
 
Não tenho nada para escrever,
Tenho o pensamento a ficar mudo,
Já pensei! e repensei já fiz de tudo,
E não encontro nada para dizer.
 
Até já rebusquei no meu "Baú"
Dei a volta a tudo e fui ao fundo,
Será que isto tem a ver com o mundo,
Aonde nós vivemos, eu e tu?
 
Eu quero perceber mas não consigo,
Só sei que não entendo e não aceito,
E estou ficando triste e deprimida. 
 
Eu preciso de saber qual o motivo,
Que me prende as palavras no meu peito,
E deixa tão vazia a minha vida.
 
 Potato Pancake   M-I-P





publicado por linhaseletras às 21:58
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Terça-feira, 16 de Novembro De 2010

Os segredos do vento

 
 
Os segredos do vento
 
 
O zumbido do vento na folhagem,
Faz despertar em mim os meus sentidos,
Imagino o som como  gemidos,
Deixados sem destino na passagem.
 
São ecos deixados no caminho,
Que ficam tão perto e tão distantes,
São como sussurros dos amantes,
Sedentos de Paixão e de carinho.
 
As folhas baloiçam com o vento,
Que as beija e as abraça com ternura,
Deixando em cada uma um sinal.
 
Ao vê-las fica em mim este lamento,
E lembro como esta vida é dura,
E nos torna tão amargos como o Sal.
 
 
 Thanksgiving Falling Leaves                     M-I-P
 
 






publicado por linhaseletras às 22:40
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Segunda-feira, 08 de Novembro De 2010

Desalento

 
 Desalento
 
Ando a correr não sei para onde,
Não tenho um lugar para onde ir,
Só sei que daqui quero fugir,
Caminhar sem destino, para bem longe.
 
Bem longe deste mundo de loucura,
Que sufoca e nos faz aflição,
Maltrata sem dó nem compaixão,
Tornando nossa vida muito dura.
 
Estão a tirar a quem precisa ,
Tudo o que faz falta para viver,
Ficando só a dor e desalento.
 
Ficamos sem nada!Sem camisa,
Andamos á deriva e a sofrer,
Sem saber se acaba este tormento
 
 
 Kitty 2  M-I-P





publicado por linhaseletras às 01:27
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quinta-feira, 04 de Novembro De 2010

Luz da minha vida

Boa noite, aqui está o motivo porque ando a publicar menos, é que para fazer uma coisa não tenho tempo para a outra, e vou continuar a fazer mais ,vou começar outra já para a semana que vem, eu gosto muito de trabalhos manuais e quando começo é muito dificil parar, mas vou fazendo tudo o que gosto com algumas restrições.
Precisava de mais tempo, mas como não é possivel tenho de ir esticando o pouco que tenho.
Agora vou deixar-vos um soneto que fui fazendo aos poucos.
 
Luz da minha vida
 
Da ponta  dos meus dedos nasce a luz,
Que ilumina  os versos que eu escrevo,
 Ás pequenas coisas dá relevo,
E é ela que me guia e me conduz.
 
Conduz os meus passos pela vida,
Ás vezes tortuosa e tão banal,
Deixando um travo amargo como o sal,
Mas indicando sempre uma saida.
 
Ténue  é a luz que lá ao fundo,
Indica que há ali uma passagem,
E me diz para ir na  sua direção.
 
Devagar eu caminho pelo mundo,
Encontro a minha força e a coragem.
E o Amor que me enche o coraçao.
 
    M-I-P
publicado por linhaseletras às 21:42
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Novembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30