...

 
 
 
 
Amores de Verão
 
 
Deitada na areia sob o Sol,  
Esqueço o que está á minha volta,
Lanço-me no espaço á rédea solta,
E abandono sem culpa o corpo mole.
 
Anda mais livre o pensamento,
Mais a descoberto as emoções,
Batem com mais força os corações,
E anda á flor da pele o sentimento.
 
Assim são os Amores de Verão,  
Que nascem e morrem na areia,
Sucumbindo com a força do calor.
 
Em cada um de nós nasce a Paixão,
Saindo cá de dentro e  incendeia,
Queimando a nossa Alma com Amor
 
 
   M-I-                                                                      
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 








publicado por linhaseletras às 23:22
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito