Quinta-feira, 12 de Março De 2009

Feiticeiras

 
 
Feiticeiras
 
 
 
Será que as há? Há muitos anos atrás quando a família se juntava toda á volta da lareira, e conversava sobre tudo num são convívio, que diga-se a verdade, eu tenho saudades desse tempo!
Não havia televisão, e o tempo era passado de uma maneira diferente e mais saudável, que agora.
Agora as pessoas passam mais de metade do tempo que tem livre a olhar para um ecrã, e nem se lembram que é preciso  conversarem.
-------------Pois é! mas não foi este assunto que me fez vir aqui escrever estas linhas, a ideia foi outra.
Mais uma vez eu vou voltar ao meu passado, e vou recordar bons momentos passados ao lado dos meus Pais, quando éramos todos felizes.
---Mas isto já lá vão muitos anos......
-Nesses serões á volta da lareira, além de se conversar na vida ,contava-se muitas histórias. lia-se bastante, eu lembro-me do meu Pai ler muito para nós, era o que ele mais gostava de fazer, e lia de tudo, deste romances até Poesia, é dai que me vem esta Paixão.
 
Entre muitas histórias contavam  uma que eu nunca esqueci, sobre umas mulheres a quem o povo chamava "Feiticeiras" e afirmavam que eram pessoas verdadeiras, que durante o dia eram umas pessoas normais, mas que á noite saiam em grupo para as chamadas "Reuniões"e que por lá passavam a noite e só regressavam de manhã para retomarem a sua vida de donas de casa, depois de fazerem as suas "Feitiçarias".
Contavam  então os meus Pais que havia uma vizinha que desconfiavam que fosse " Feiticeira"mas nunca ninguém tinha tido essa certeza, até aquele dia em que na sua "Reunião"quando iam partir para as suas viagens nocturnas para fazerem os feitiços, se enganaram na frase que tinham de dizer, para começarem a viagem.
---------------A frase era:"Voando Voando por cima de toda a folha" mas só que engaram-se e disseram: "Voando Voando por baixo de toda a folha"
 
Escusado será dizer que a Senhora no outro dia de manhã quando saiu á rua vinha com o corpo todo numa lástima, eram arranhões por todo o lado, e assim foi descoberta a sua vida dupla.
Esta e outras histórias eram contadas com tanto pormenor que faziam-nos crer a nós crianças que eram reais, e talvez quem as contava chegava a acreditar nelas também nisso.
 
Esta foi a história que escrevi para a fábrica de histórias
 
 
http://fabricadehistorias.blogs.sapo.pt/
 
   M-I-P:


  




 









publicado por linhaseletras às 22:36
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Segunda-feira, 09 de Março De 2009

Lágrimas

 
 
 
Jardim abandonado
 
 
 
No Céu mais uma estrela, brilhou
Á noite se olhares, vais descobrir
Da terra ela acaba, de partir
E em nós tanta dor ela deixou
 
Deixou no seu jardim, uma roseira
Algumas das flores, a acompanharam
Na  ultima morada, elas murcharam
De saudades da sua jardineira
 
Agora são as lágrimas, que regam
As flores que ficaram sem ter dono
Algumas morrerão, só de saudade
 
De manhã até á tarde, elas esperam
Não querem acreditar, no abandono
E nem sonham, quem lhe fez esta maldade
 
 
M-I-P
publicado por linhaseletras às 22:47
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
Sexta-feira, 06 de Março De 2009

Uma viagem inesquecivel

 
 
 
Uma viagem inesquecível
 
 
Eram cinco da manhã, e o meu despertador tocou, só que nesse dia não foi para me acordar, eu já estava bem acordada e há muito tempo, e com muita vontade de me levantar, só não o tinha feito ainda, porque era muito cedo.
Mas a ansiedade era muita, fazia lembrar as crianças quando vão a algum lado, nem dormem, a mim acontecia o mesmo.
É que nesse dia eu ia viajar, ia fazer aquela viagem de sonho que há muito tempo estava planeada.
Depois de tomar o meu banho, vesti aquele vestido que tinha comprado para o grande dia , e lá fui eu ter com um grupo de amigos que me esperavam, tambem ansiosos como eu, para partirmos rumo ao nosso destino, que ainda era um pouco longe.
Mas quando entramos no autocarro, a festa teve logo o seu inicio, com os abraços e beijos da praxe, e as palermices que de dizem quando vimos uma amiga de há longos anos e que não víamos há muito tempo.
Depois cantou-se  e foi uma festa todo o caminho, que até pareceu mais curto, do que era na realidade
Por fim chegámos ao nosso destino, e que coisas lindas estavam á  nossa  espera.
---------Eu ainda não vos disse, mas a minha viagem de sonho, não era nem uma praia, nem sequer aquelas visitas guiadas, que nós só vimos o que nos mostram e não aquilo que queremos ver!
---Pois eu fui a uma Reserva  Natural ver aquilo que gosto mesmo, que são animais, poder tocar-lhe, e estar tão perto deles o quanto me era possivel,  para mim era o máximo ,mexer na terra, sujar as mãos e também os pés, porque não!. Tudo era mágico.
Vi tantos animais, e de espécies tão variadas, que algumas eram desconhecidas para mim
Muitas fotos eu tirei, muitas festinhas eu fiz a tantos bichos engraçados, que me recompensaram com umas "cabeçadas" carinhosas ou com um relinchar feliz.
 --Só que o que em bom acaba depressa, e esse dia maravilhoso e inesquecivel chegou ao fim ,mais rapidamente do eu desejava, e assim de volta para casa vinha feliz porque tinha realizado aquela viagem que se tornou para mim inesquecivel, e que foi maravilhosa.
 
 
Texto metade  verdadeiro  metade ficcionado para a fabrica de histórias 
 
http://fabricadehistorias.blogs.sapo.pt/
 
>M-I-P
publicado por linhaseletras às 23:57
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
Terça-feira, 03 de Março De 2009

Um livro uma ajuda

 
 
 
A Poetisa e nossa amiga Maria João Brito de Sousa, mais conhecida por:  "Poeteporkdeusker" está com algumas dificuldades, passem pelo blog dela e leiam alguns comentários dos últimos dias e ficarão a saber do que estou a falar.
Como também muitos dos que andam por aqui na blogosfera, sabem acabou de sair um livro com Sonetos da nossa amiga.
E  já agora, todos que por aqui passarem comprem este livro que é muito bonito, eu já
tenho o prazer de o ter, e aconselho a todos que gostem de Poesia que o comprem, não custa nada , e se isso ajudar a nossa amiga, façam o favor de o adquirir.
É um bom presente para d
ar-mos a uma amiga, e são só   12 euros e 9o cêntimos
Não podemos correr o risco de ficar sem esta companhia de todos os dias e que nos dá tão boa Poesia.
Por favor comprem o livro
 
 
                                    M-I-P
publicado por linhaseletras às 21:55
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
17
20
24
28
29
30
31