Segunda-feira, 02 de Fevereiro De 2009

O canto da cotovia

 
 
 
 
Boa Noite! Hoje lembrei-me dos meus tempos de menina, quando vivia no Alentejo e ia com o meu Pai para o campo, quando ele ia trabalhar, e surgiu-me este soneto, espero que gostem.
 
 
 
O canto da cotovia
 
 
Quando oiço as cotovias, a cantar
Vem-me á memória, a minha infância
Como era feliz, sendo criança
Andando em liberdade, e a brincar
 
 
Debaixo da azinheira, eu brincava
Enquanto o meu Pai, com alegria
Semeava o Pão, de cada dia
E o carinho dele não faltava
 
 
Quantas vezes eu, adormecia
Ao som da passarada, a chilrear
E sonhava com um mundo, bem diferente
 
 
Acordava ao som, da cotovia
Que  perto de mim, ia poisar
Cantando para mim , alegremente
 
 
  M-I-P                    
publicado por linhaseletras às 22:51
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito

Boa semana

 
 
 A minha inspiração esta semana andou muito por baixo e ainda continua, a minha cabeça tem andado ocupada com coisas mais materiais e mais chatas, mas espero que durante a semana "vá ao sitio".
Assim vou aqui deixar para todos os que me visitarem votos de uma boa semana, e um poema de uma das  maiores poetisas de todos os tempos, e ainda por cima é Alentejana.
 
 
 
 
Bonito não é??????????????
 
 
 
    M-I- P
 








publicado por linhaseletras às 00:03
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
17
19
21
23
27