Quarta-feira, 01 de Outubro De 2008

Mudar de vida

                      
 
Este é o décimo quarto e ultimo soneto da coroa
 
 
 
 
 
Mudar de vida
 
Que apesar de tudo, algo ficou
Umas coisas boas, outras más
Mas juntando tudo, és capaz
De perceber que em ti, muito mudou
 
Junta a tristeza, e o desgosto
Deita tudo fora, sem ter pena
Vive a tua vida mais serena
E fica firme e alerta, no teu posto
 
Fica alerta como a sentinela
Que estando parada, está activa
Não é qualquer um, que pode entrar
 
Procura sem parar, a tua estrela
Aquela que te dá, sentido á vida
Te proteje e te ajuda a "batalhar"
 
 
 
           M-I-P                          






publicado por linhaseletras às 23:42
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Perto do "Fim"

 
Este é o décimo terceiro soneto da coroa
 
 
 
 
Perto do "Fim"
 
 
E que há-de vir o dia do Juízo
Que vai julgar gente boa, e gente má
E não penses que alguém, fica por cá
Quando chegar o fim, nada é preciso
 
Aprende a viver, não tenhas medo
Vive a tua vida, com Paixão
Faz o que te dita, o coração
Não faças do que sabes, um segredo
 
A vida é tão curta, podes crer
O tempo não pára, só avança
Por isso esquece, o que passou
 
Faz tudo o que tens para fazer
E sem nunca perderes, a esperança
Que apesar de tudo, algo ficou
 
 
       M-I-P                     
 
 







publicado por linhaseletras às 00:01
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
15
17
20
25
26
29
31