Quarta-feira, 07 de Maio De 2008

...

Estou a fazer uma experiência

publicado por linhaseletras às 13:59
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Segunda-feira, 05 de Maio De 2008

A voz do sonho

A voz do sonho
                                  
Ao longe uma voz , chama por mim
Não sei quem é, nem o que me quer dizer
Mas por certo vou escutar, para saber
Quem por mim chama , e tem esta voz assim
                                 
Será que é "Anjo" ou será Fada "
Eu tenho que descobrir, este segredo
Ás vezes tenho receio, e até medo
De andar sonhando , acordada
                               
Sonhar é bom! Mas será que é seguro ?
Porque depois eu vou querer, o que sonhei
E não é fácil para mim, concretizar
                               
Só a sonhar , imagino o Futuro
Acordada nunca o conseguirei
Mas mesmo assim ,não desisto de sonhar   
                  M-I-P                                                                  





sinto-me: Sonhadora
publicado por linhaseletras às 21:53
link do post | comentar | favorito
Domingo, 04 de Maio De 2008

Vida traiçoeira

 Hoje não escrevi nada! Estive com a minha filha mais  nova e com a minha neta Joana ,a minha filha mais velha só falei com ela, porque está a trabalhar, mas passei um dia muito calmo e muito bom.
Por isso vou publicar umas quadras que fiz há um tempo atrás.
                                  
    Vida traiçoeira
                      
Não penses muito na vida
Para não enlouquecer
A vida é para ser vivida
Faz o que tens que fazer
                    
Faz tudo com segurança
Com conta peso e medida
Guarda sempre na lembrança
A coisa mais divertida
                      
Mesmo aquilo que pensares
Ser  uma coisa muito má
Não pares de procurar
Que algo de bom acharás
                   
Mas vive com precaução
Porque a vida é traiçoeira                                                                              
Faz tudo como coração
Mas sempre á tua maneira
 
                                                    M-I-P 





publicado por linhaseletras às 21:52
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Dia da Mãe

 Olá! um grande   para todas as Mães, fiz agora mesmo um poema que vou oferecer a todas as Mães  de Portugal, em especial aquelas pessoas, que como eu, já não têm esse bem tão precioso, espero que gostem, será um pouco triste, mas é o que estou sentindo neste momento.
                     
Dia da Mãe
                        
Há muitos anos, que partiste
Deixando-me no mundo, ás escuras
Já passei pelas provas, mais duras
Só porque "Mãe"já não existes
                              
Pensei que não poderia viver
Sem ter perto de mim, o teu sorriso
Deus tem-me ajudado, e bem preciso
Mas Minha Mãe, nunca te vou esquecer
                            
Onde Estás! Por favor olha por mim
E pede a Deus, que me proteja
Eu te vou agradecer, com meu Amor
                              
Eu hei-de Amar-te, sempre até ao fim
Embora onde estás, eu não te veja
E por isso eu carrego, esta dor
                                                             M-I-P  
sinto-me: Saudosa
publicado por linhaseletras às 00:19
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 03 de Maio De 2008

Falsa Paixão

                      
 
Falsa Paixão
                                
Sussurras-me ao ouvido, docemente
Palavras lindas, que eu gosto de ouvir
São daquelas que me fazem sorrir
Que chegam ao coração, rapidamente
                             
Sei que são falsas! sem magia
Eu finjo que acredito, podes crer
E nunca te darei, a entender
Que sei que elas, são pura fantasia
                          
Se pensas que me enganas, desiste
Mas não te mostro, a minha decepção
O meu sofrer, ficará bem guardado
                          
Dentro de mim, ainda existe
Al uz que ilumina, uma Paixão
 
E tu não serás, o meu "amado"
 
                     
             M-I-P     
 
 
sinto-me: Sentimentalona
publicado por linhaseletras às 22:34
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 02 de Maio De 2008

Sonho e ilusão

                 Sonho e ilusão
                            
Se há uma flor, na lua cheia
É porque lá em cima, há um jardim
Pensando bem! Também em mim
Flores desabrocham, em cadeia
                             
Há sempre flores novas, a abrir
Há umas que florescem, todo o ano        
Há outras que me levam, ao engano
E que nunca consigo, descobrir
                               
Se eu pudesse, espalhava pelo mundo
Flores brancas, que simbolizam a Paz
Em cada uma enviava, muito Amor
                               
Eu sei que é um sonho, mas no fundo
Tanta gente, se quisesse era capaz
De por fim, a tanto ódio e tanta dor
                                M-I-P
 
 
 
 
 
 
publicado por linhaseletras às 23:41
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Quinta-feira, 01 de Maio De 2008

Oliveiras em jardins

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
                         Oliveira
 
De curtas vestes, verdes, estou vestida
Eu que já vesti, roupa maior
Mas mudei de sitio, e por Amor
Durante muito tempo, fui despida
 
Mudaram-me de sitio, e eu não sei
A razão porque alguem, o quis fazer
Fiquei sem liberdade, sem saber
Onde estava, e até porque fiquei
 
Lá no Olival, não era assim
Onde minhas irmãs, vivem agora
Livres, respirando, outros odores
 
Agora estou vivendo, num jardim
Onde quase pensei, em ir embora                                                                          
Mas agora estou feliz, com as flores
 
                   
M-I-P                                       
                                                                                                                                               
publicado por linhaseletras às 17:51
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Arvores

  Arvore
                      
Cortaram-me os ramos, fiquei nua
Á mercê dos ventos, e tempestades
Perdi, todas as minhas vaidades
E deixei de fazer sombra, aquela rua
                           
Ao fim de tanto tempo, desnudada
Os meus ramos, voltaram a crescer
Voltei a ter, vontade de viver
De novo estou  a ser admirada
                       
Depois da tempestade, a bonança
A beleza voltou a aparecer
E não haverá nada mais bonito
                          
Tenho folhas verdes, como a Esperança
Que despontam, de dentro do meu Ser
Em busca do Sol, e do Infinito
                                      M-I-P
 
 
 
publicado por linhaseletras às 00:07
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
14
17
20
23
30