Recordar o passado

Hoje não escrevi nada, esteve cá a minha neta Joana e estive o tempo que pude com ela, por isso vou publicar umas quadras que fiz há trinta  e seis anos.
Foram escritas em  "1972"numa fase muito negra da minha vida, nessa altura a caneta e o papel eram os meus confidentes, só ao papel eu  contava as minhas mágoas e tristezas, e foi assim durante muitos anos, hoje  lembro essa fase como se tivesse sido um pesadelo, e como os pesadelos desaparecem quando acordamos, eu agora estou bem acordada e o pesadelo já passou.
 
 
Desilusão
 
 
Eu já não tenho alegria
Nem para rir nem para brincar
E já maldigo esse dia
 Em que me foste encontrar
 
Esse dia para mim
Podia ser adorado
Mas já que tu queres assim
Será amaldiçoado
 
Já está a fazer sete anos
Que começou o martírio
E com tantos desenganos
Ainda acaba em delírio
 
Eu queria que tu me amasses
Como eu te amo a ti
Ou ao menos que  ficasses
Mais tempo ao pé de mim
 
M-I-P                                                                              
 








 
sinto-me: Pensativa
publicado por linhaseletras às 23:44
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito