Quinta-feira, 01 de Maio De 2008

Oliveiras em jardins

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
                         Oliveira
 
De curtas vestes, verdes, estou vestida
Eu que já vesti, roupa maior
Mas mudei de sitio, e por Amor
Durante muito tempo, fui despida
 
Mudaram-me de sitio, e eu não sei
A razão porque alguem, o quis fazer
Fiquei sem liberdade, sem saber
Onde estava, e até porque fiquei
 
Lá no Olival, não era assim
Onde minhas irmãs, vivem agora
Livres, respirando, outros odores
 
Agora estou vivendo, num jardim
Onde quase pensei, em ir embora                                                                          
Mas agora estou feliz, com as flores
 
                   
M-I-P                                       
                                                                                                                                               
publicado por linhaseletras às 17:51
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Arvores

  Arvore
                      
Cortaram-me os ramos, fiquei nua
Á mercê dos ventos, e tempestades
Perdi, todas as minhas vaidades
E deixei de fazer sombra, aquela rua
                           
Ao fim de tanto tempo, desnudada
Os meus ramos, voltaram a crescer
Voltei a ter, vontade de viver
De novo estou  a ser admirada
                       
Depois da tempestade, a bonança
A beleza voltou a aparecer
E não haverá nada mais bonito
                          
Tenho folhas verdes, como a Esperança
Que despontam, de dentro do meu Ser
Em busca do Sol, e do Infinito
                                      M-I-P
 
 
 
publicado por linhaseletras às 00:07
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
14
17
20
23
30

slides

http://www.slide.com/r/-XXWN-6Y5z9Wa2MrzIJMLgOWmqJIjdOl?previous_view=msc
d_embedded_url&view=original

gato

cutxy

hiper contador

fabrica de histórias

autores-editora

visitas

online

IGAC

Logotipo da IGAC

slide