A minha rua

  Boa noite! cá estou eu de novo, isto já parece um vicio, eu que pensava que não era viciada em nada ,agora não passo sem vir visitar este cantinho, e conversar um pouco com vocês.

Hoje vou falar  da minha rua, um dia destes vinha do trabalho e ao passar na rua  achei-a tão vazia e tão triste que fiz estes versos que passo a escrever.

                   

Saudades da minha rua

               

Ao passar na minha rua

E lembrar tempos de outrora

Vejo como ela está nua

Tanta gente foi embora

                    

Uns partiram para sempre

Outros! ausência forçada

Tanta saudade se sente

Não podendo fazer nada

                   

Se eu pudesse recuar

A Deus eu pedia mais

Eu pedia para voltar

Para a minha rua ,os meus Pais

                   

A angustia de saber

Que o passado já passou

Faz-me também perceber

Aquilo que já não sou

   Esta rosa é para as minhas filhas e para os meus netos para  os meus sobrinhos e também para a Fernanda ,com um  para todos   

Até amanhã se Deus quiser

M-I-P

 

sinto-me:
publicado por linhaseletras às 22:10
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito