Quinta-feira, 31 de Janeiro De 2008

A minha rua

  Boa noite! cá estou eu de novo, isto já parece um vicio, eu que pensava que não era viciada em nada ,agora não passo sem vir visitar este cantinho, e conversar um pouco com vocês.

Hoje vou falar  da minha rua, um dia destes vinha do trabalho e ao passar na rua  achei-a tão vazia e tão triste que fiz estes versos que passo a escrever.

                   

Saudades da minha rua

               

Ao passar na minha rua

E lembrar tempos de outrora

Vejo como ela está nua

Tanta gente foi embora

                    

Uns partiram para sempre

Outros! ausência forçada

Tanta saudade se sente

Não podendo fazer nada

                   

Se eu pudesse recuar

A Deus eu pedia mais

Eu pedia para voltar

Para a minha rua ,os meus Pais

                   

A angustia de saber

Que o passado já passou

Faz-me também perceber

Aquilo que já não sou

   Esta rosa é para as minhas filhas e para os meus netos para  os meus sobrinhos e também para a Fernanda ,com um  para todos   

Até amanhã se Deus quiser

M-I-P

 

sinto-me:
publicado por linhaseletras às 22:10
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 30 de Janeiro De 2008

Poema para vocês

  Olá cá estou eu de novo! hoje vou escrever um poema que tirei ontem da »NET« e que  adorei, assim vou dedicá-lo a umas pessoas especiais que são:  as minhas filhas, aos meus netos e também aos meus sobrinhos, e já agora se alguém gostar dele como eu gostei! também pode ser para si.

                                  

Pode me chamar

                            

Se um dia lhe der uma louca vontade de chorar

                      Chama-me  

Não lhe prometo fazer sorrir

Mas posso chorar com você...

                        

Se um dia resolver fugir;

Não se esqueça de me chamar,

Não lhe prometo pedir para ficar,

Mas posso fugir com você,

                     

Se um dia lhe der uma louca vontade

De não falar com ninguém

Chama-me assim mesmo

Prometo ficar bem quietinha

 

                  Mas...

Se um dia você me chamar e eu não for

Vem correndo ao meu encontro...

 

Talvez eu esteja precisando de você

 

Não sei quem foi o autor, mas seja quem for , Obrigado por este belo Poema.

 

   

publicado por linhaseletras às 22:32
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 29 de Janeiro De 2008

Estrada da vida

  Olá tudo bem! hoje também não vou falar muito, agora que descobri  a maneira de enviar imagens, elas falam por mim e falam  muito bem não acham! elas conseguem transmitir os meus sentimentos e isso poupa-me muitas palavras e resulta muito bem.

Hoje escrevi este poema espero que gostem.

                      

Estrada da vida

                 

Pela estrada da vida

Já andei muito sem rumo

Esperando encontrar saída

E a esperança desfez-se em fumo

                          

Procurei felicidade

Carinho e compreensão

Mas o que tive em verdade

Foi pura desilusão

                 

A vida não é assim

Nem nós mandamos na vida

E esta vida para mim

É uma vida fingida

               

Finjo ser feliz! Não sou

Nem tenho o que mereço

Tenho de estar aonde estou

E ás vezes nem me conheço

 

Um  Para quem me visitar, até amanhã

 

 

publicado por linhaseletras às 22:19
link do post | comentar | favorito

Outono da vida

  Ol á boa noite! hoje vou só ilustrar o meu poema com estas belas imagens alusivas ao Outono, j á é muito tarde e a NET »como j á é h á bito falhou.

 

Outono da vida

                  

Outono folhas caídas

Murchas amarelecidas

Espalhadas pelo chão

É tudo isto que existe

Duma vida muito triste

E de muita sollidão

                   

Também o vento soprando

A nós nos vai preparando

Para a chegada da chuva

A vida passa a correr

E aparece sem querer

No rosto a primeira ruga

               

O Outono é a idade

Mais madura na verdade

E ninguém pode fugir

Passa o Verão e Primavera

E nós ficamos á espera

Do Inverno que h á de vir

 

Um  e boa noite M-I-PATA

 

 

publicado por linhaseletras às 01:11
link do post | comentar | favorito
Sábado, 26 de Janeiro De 2008

MOTAS

    Olá cá estou eu de novo! hoje vou falar muito pouco,

 porque não me apetece e estou um pouco cansada, mas mesmo assim ainda lhes digo que escrevi agora estes versos e que vou dedicá-los ao meu genro e ao meu neto, e também a todos  os que gostam de motas.

Eu gosto muito de as ver mas tenho um grande respeito por elas, mas  não deixo por isso de respeitar quem as adora.

Então aqui vão os versos.

 

Motas                       

 

Com cromados a brilhar

 Ou com cores exuberantes

São belos exemplares

Com motores muito possantes

                       

Peças de muito valor

Que querem ser respeitadas

Tratadas com muito Amor

Como sendo namoradas

                   

É um regalo para os olhos

E transmitem emoções

Quando passa tudo ao molho

Em grandes concentrações

             

Barulho ensurdecedor

Quando se juntam milhares

O roncar dos seus motores

É música para os Motard

 

 

Com um para os dois 

 

Até amanhã se Deus quiser

 

 

 

publicado por linhaseletras às 23:30
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 25 de Janeiro De 2008

A força das mãos

 Olá! cá estou novamente a falar com vocês, hoje lembrei-me de falar sobre as mãos. As mãos são um  instrumento  valioso que o ser humano tem ao seu dispor, e  se for bem utilizado  faz coisas maravilhosas. Mas como todos os instrumentos  também tem defeitos, e se for mal utilizado pode fazer  muitos estragos.
Por isso utiliza bem as tuas mãos , não faças com elas coisas que te podes vir a arrepender mais tarde. Há coisas tão belas que se podem fazer com as mãos ,por exemplo: escrever, pintar, trabalhar , afagar,cumprimentar,e o mais importante sem dúvida trazer ao mundo uma vida.
Hoje escrevi este poema para partilhar convosco, espero que gostem!
 
As mãos
                        
Com mãos se faz a Paz ! também a Guerra
Já dizia o poeta com ardor
Há mãos que servem ! para cultivar a terra
E outras há!que ainda afagam com Amor
                                      
Há mãos que matam! as crianças indefesas
Há mãos que rezam! por essas almas perdidas
E há também! aquelas que estando presas
Estão lutando! pela liberdade perdida
                                        
Com as  tuas mãos , podes conquistar o mundo
Nunca te esqueças! e faz tudo com juízo
E pensa nisso! com o sentimento profundo
E terás tudo! aquilo que te é preciso
 
Um grande xi para todos os meus visitantes
 
 
 M-I PATA
 
sinto-me:
publicado por linhaseletras às 22:23
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 24 de Janeiro De 2008

rosas belas

 
                  Rosas
Rosas brancas são pureza
Diz o povo e tem razão
Vermelhas são de certeza
A côr viva da Paixão
                    
Amarelas são mimosas
Belas como nunca vi
São sempre lindas as rosas
Se forem dadas por ti
                      
Podem ser de qualquer côr
São sempre belas as rosas
O ferecidas com Amor
São prendas maravilhosas
                 
Uma rosa desfolhada
Já teve a sua beleza
Agora será coitada
Uma imagem de tristeza
 
Hoje não me apeteceu escrever muito,fiz apenas estes versos para os oferecer a quem me visitar um  da M-I-PATA até amanhã se Deus quizer
sinto-me:
publicado por linhaseletras às 23:24
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Janeiro De 2008

...

undefined
publicado por linhaseletras às 23:37
link do post | comentar | favorito

DROGA LEGAL

Cá estou eu de novo hoje o tema é os cigarros, pedi uma foto ao meu genro e ele enviou-me esta horrivel eu não gostei muito, mas para o efeito que é  serve.

Este é o fim de todos nós mas para quem fuma  pode ser mais cedo,para mim o mundo sem tabaco seria perfeito, assim como esta imagem aqui ao lado, mas como não é possivel vamos vivendo neste  que temos.

Hoje vou escrever uns versos que fiz ontem, só que não consegui publicar por causa da »NET»Então aqui vão eles

Para ti fumador

                

Tu vives no meio do fumo

Como se fosse um jardim

Andas na vida sem rumo

Á procura do teu fim

             

Dependes da nicotina

Livre tu nunca serás

Fazes disso a tua sina

Deixá-lo não és capaz

                   

É preciso ter coragem

Para essa droga deixar

Mas não pares na viagem

Pensa! Deixa de fumar

                 

Terás mais anos de vida

Se esse vicio abandonares

Porque há sempre uma saída

Para quem quer recomeçar

Façam -me um favor! Pensem nisto  da amiga M-I-PATA  

publicado por linhaseletras às 13:50
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

...

undefined
publicado por linhaseletras às 00:45
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Janeiro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
14
15
16
19
21
23
27
28