Segunda-feira, 31 de Dezembro De 2007

Para os meus netos

Hoje vou falar muito pouco ,vou só dizer que os últimos versos que faço em 2007 são dedicados aos meus netos, por isso eles são muito parecidos, com muito Amor para o Ricardo e para a Joana.
Para ti Joana
                   
Criança linda criança
Tu és todo o meu enlevo
É em ti que nasce a esperança
Nestes poemas que escrevo
                   
De ti nasce  a alegria
Minha Musa inspiradora
A tua Luz me enebria
E lembro os tempos de outrora
                      
Tu me encantas com teu jeito
De menina endiabrada
Em ti não vejo defeito
Minha Princesa encantada
                 
Chegar a ti é a meta
Que tracei na miha vida
És tu minha querida Neta
Minha Joia preferida
                
Agora vão  os do Ricardo
Para ti Ricardo
               
Criança linda criança
Tu és todo o meu enlevo
É em ti que nasce a esperança
Nestes poemas que escrevo
                   
De ti nasce a alegria
Que me traz inspiração
Tu consegues dar magia
Ao que eu faço com Paixão
                 
Tu me encantas com teu jeito
De rapaz endiabrado
Em ti não vejo defeito
És meu Princepe encantado
                  
Entender-te é um projecto
Que eu tracei na minha vida
Pois és tu meu querido Neto
Minha Jóia preferida
            
Sem mais palavras .
Um Bom  Ano de 2008 para vocês meus Amores 
publicado por linhaseletras às 23:23
link do post | comentar | favorito
Domingo, 30 de Dezembro De 2007

Inspiração

Boa noite! acabei de chegar aqui para escrever mais dois poemas,hoje a minha inspiração está esquisita mas nem por isso vou deixar de a aproveitar, acabei de escrever estes poemas que vou  partilhar convosco, esperando que seja do vosso agrado porque eu passei para o papel aquilo que estava na minha cabeça e na alma e deu nisto:
                        
             Não vás
                         
Altas horas! estou sózinha
Meu coração está chorando
Oiço a dor que se avizinha
E na minha vida entrando
                     
Oiço uma porta a bater
Vou á janela em seguida
Vejo o meu Amor correr
Fujindo da minha vida
                    
Não fujas Amor! não vás
Mesmo que queiras, não sigas
Não vês que não és capaz
De virar costas á vida
               
A tua vida sou eu
Quer acredites ou não
Por isso fica, e sê Meu
Não mates esta Paixão
                    
É esquisito não é? mas foi o que me saiu, agora vamos ao outro.
As 4 estações do Amor
                 
Já fomos a Primavera
Já vivemos de Paixões
Já inventámos quimeras
Já tivemos ilusões
                    
Já fomos Verão e calor
Muito intenso e muito quente
Pelo meio com muita dor
Só porque estavas ausente
                    
Outono as folhas cairam
Espalhadas pelo chão
Assim as mágoas surgiram
Trazendo a desilusão
                 
Agora chega o Inverno
Brilha a neve com brancura
Este Amor parece Eterno
Contra tudo, ainda dura
Por hoje chega um xi   para todos que aqui vierem.
Um Bom Ano de 2008 para todos                 

publicado por linhaseletras às 22:29
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

CURIOSIDADE

Olá cá estou eu de novo a passar para o blog o que me vai na alma, hoje vai ser um tema completamente diferente do habitual, já estou a ficar menos triste , e a minha veia poética mudou de rumo.
Hoje saltaram para o papel estas palavras que vou transcrever que nem sei como foi que  aqui vieram parar ,mas já que vieram aqui vão elas,vou partilhá-las convosco.
 
 
 
                 Saber
Eu quero descobrir ! o descoberto
Aquilo que os outros já descobriram
Quero pelo menos estar por perto
E sentir o que eles já sentiram
                                                                                                
Eu quero ouvir os teus gemidos
Eu quero beijar a tua boca
Quero perder-me nos teus sentidos
Nem que para isso eu fique louca
                     
Ensina-me tudo o que souberes
Sabes que aprendo! e quero mais
Eu quero tudo o que tu queres
E também vou onde tu vais
                     
Sou curiosa! mas tenho pena
De não ter tempo para aprender
E conhecer quem me condena
Só porque quero!Saber! Saber
                      
Estes versos foram escritos ontem á noite, tinha-me acabado de deitar e vim a correr  escrever, porque o primeiro verso surgiu quando cheguei á cama,porque a inspiração não escolhe hora nem sítioe tem que se aproveitar porque nem sempre há.
Espero que alguém goste.Mas mesmo que não gostem eu continuo
 a escrever porque isto é uma terapia para mim e um escape para o stresse.
 
                                                     
                                                                                      
publicado por linhaseletras às 11:37
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 28 de Dezembro De 2007

Saudade

Hoje vou apenas publicar dois poemas dedicados á pessoa que mais me marcou na vida, e que já não existe fisicamente mas que está muito viva no meu coração.

Estes poemas são dedicados ao meu Pai que  partiu muito cedo. Faz hoje 27 anos que Deus o levou,27 anos de muita saudade e tristeza ,até porque era muito novo e tinha ainda muito por fazer.

Então paraTi Pai !estejas onde estiveres aqui vai a minha homenagem.

             Homenagem a meu Pai

                     

A tua vida foi curta

Partiste cedo demais

Passaste o tempo na luta

Pelos teus bons ideais

             

Depois da tua partida

As árvores ficaram nuas

Fiquei na vida sem vida

Com tantas saudades tuas

                 

Aprendi tanto contigo

Isso não posso esquecer

Foste Pai um bom amigo

Ensinaste-me a viver

                    

Deixaste-me uma herança

Dum valor muito profundo

Nunca pensar em vingança

E só querer o bem do mundo

                  

Estes dois poemas foram escritos há muito pouco tempo

Zela por mim

      

Tu eras um sonhador

Não vivias com maldade

Distribuias Amor

E semeavas bondade

            

Talvez por tu seres assim

Tão cedo Deus te levou

Arrancando -te de mim

E tanta tristeza deixou

             

Talvez no sítio onde estás

Estejas a zelar por mim

Não deixando que eu vá

Pelo caminho ruim

              

Se me puderes proteger

Fá-lo sem hesitaçao

Que eu não me vou esquecer

Pois E'tás no meu coração

Por hoje chega,um          para quem me visitar

Até amanhã se Deus quizer   

publicado por linhaseletras às 22:22
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 26 de Dezembro De 2007

Tristeza

O Natal já passou !mas a minha tristeza não, e como eu me conheço muito bem,  vou ficar assim durante muito tempo, com muita pena minha.

   Eu nestes últimos dia do ano só tenho más recordações, por isso até ao fim vão só ver coisas tristes, mas espero que o ano 2008 me traga algo melhor, e para isso vou pedir muito ao nosso Deus, mas também vou fazer por isso, porque Ele tem que olhar por muita gente não é só por mim mas tudo o que Ele fizer eu agradeço.

               Hoje vou escrever uns versos que fiz há pouco tempo, mas que retrata bem o meu estado de espírito neste momento aqui vão eles:

 

         Vida cruel

                  

A vida é uma passagem

Para muitos é fugaz

Ser feliz é uma miragem                                                          

Nem toda a gente é capaz

                

Ser feliz é uma graça

Guarda bem essa riqueza

Porque apenas da desgraça

Na vida se tem certeza

                 

O Amor também existe

Mas em pouca quantidade

O mundo está muito triste

Existe muita maldade

                

Paz  Amor e Harmonia

Se eu pudesse semeava

E um pouco de Alegria

Muita gente precisava

 

 

   Com um   e desejos de um bom Final de Ano

 

Até amanhã se Deus quizer  

       

 

        

publicado por linhaseletras às 23:58
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 25 de Dezembro De 2007

Dia de Natal

Mais um Natal , mais um dia de tristeza , este ano mais acentuada que os anteriores.
Hoje estou com o coração muito apertado, não consigo ver o mundo a cores só a »preto e branco« e isso deixa-ma muito angustiada e deprimida, mas vou conseguir dar a volta, não sei como, mas vouuuuuuuuuuuu!
                                                                            
 
Vou tentar ter só pensamentos positivos, pode ser que ajude a pôr as minhas ideias em ordem
Acabei de escrever uns versos que vou partilhar convosco, espero que gostem e me desculpem
de só escrever coisas destas, mas como sabem eu só passo para o papel o  que me vai na alma eu sou assim e não há volta a dar.
Aqui vai o meu estado de espírito no dia de Natal.             
 
 
Angústia
             
Estou triste e angustiada                                                    
Á frente só vejo um muro
Não vejo beleza em nada
E assusta-me o futuro
 
O futuro me mete medo
Mas não consigo fugir
Queria saber o segredo
Daquilo que está para vir
                    
Há muito que não sentia
Cá dentro tanta tristeza
Sentir a vida vazia
Sem ter nenhuma certeza
             
Vou rezar!Pedir a Deus
Que me acompanhe e proteja
Que Ilumine sempre os Meus
Onde estiverem! Que os Veja
                 
Um resto de Dia de Natal com saúde e Amor é o que eu desejo        

 

 

publicado por linhaseletras às 19:36
link do post | comentar | favorito

Noite de natal

Hoje é noite de Natal! Eu que passei um dia  um pouco triste,acabei a noite bem melhor.

Passei a noite com as minhas filhas, com os meus netos e o meu genro e claro o meu marido

Recebi alguns presentes, dei poucos !mas fiquei feliz  só de estar com a minha família que para mim foi o mais importante.

Agora não tenho sono! e por isso vim aqui para ver se escrevendo fico mais aliviada da tristeza

que durante todo o dia me acompanhou e que por mais que eu tentasse não se foi embora, e que deve ainda durar uns dias.

Mas mesmo assim aqui estou para escrever mais um verso que como devem imaginar vai a condizer com o meu estado de espírito .

Estes versos foram escritos há mais de25 anos ,claro que a minha realidade agora é outra mas  estas coisas estão sempre presentes, na maioria do tempo estão adormecidas mas quando acordam ainda magoam.

Isto que vou passar para aqui passou-se mesmo, não é ficção.

Então vamos lá recordar!

 

 

 

Lindo sonho

               

Tive um sonho maravilhoso

Nesta noite de Natal

Um amor delicioso

Como nunca vi igual

              

Meu amor sonhei contigo

Amavas-me ardentemente

Mas ó que grande castigo

Tu não estavas presente

                

De manhã quando acordei

Chorei com grande saudade

Do sonho que eu sonhei

Eu queria a realidade

                  

Assim que tu regressas-te

Eu que contente fiquei

E quando tu me abraças-te

De felicidade chorei

 

FELIZ NATAL PARA TODOS   

 

 

 

publicado por linhaseletras às 02:24
link do post | comentar | favorito
Domingo, 23 de Dezembro De 2007

Nostalgia

Hoje acordei um bocado melancólica, não sei porquê mas não me sinto muito bem, nem

 

estou com muita inspiração, só vim aqui para ver se animo e fico menos triste.

 

Nesta altura do ano, mesmo que eu queira não consigo ficar alegre, eu bem vou tentando

 

 mas cada vez é mais difícil disfarçar,é nesta altura do ano que nos lembramos mais, daqueles

 

que já não temos.  Mas vou fingir que está tudo muito bem, que ninguém tem problemas

 

que a vida está óptima, mas no meio desta ilusão vou rezar e pedir a Deus que reponha a Paz

 

nas nossas vidas que nos proteja a todos, e que ilumine o caminho daqueles que por qualquer

 

razão andam um pouco desorientados sem saber o que hão-de fazer, e que por isso magoam

 

quem amam! por tudo isto hoje vou escrever uns versos que ainda não sei bem quais: mas vão ser

 

alguns só espero que gostem,

 

 

 

 Vida sem sentido

Não vivi a minha vida

De acordo com o que sentia

Foi uma vida fingida

Vivida sem alegria

            

Pa mim a alegria

É pura imaginação

Vou vivendo o dia a dia

Controlando o coração

              

Consigo passar para fora

O inverso do que sinto

Passo a passo e sem demora

Num constante labirinto

                 

Labirinto isso será

O meu constante viver

Andando de cá para lá

Sem saber o que é viver

 

 

 

Este que vai a seguir tem a ver com a saudade que tenho do meu Pai.

 

 

Recordações do passado

 Lembro os serões á lareira

Histórias lindas que contavas

Mas sempre á tua maneira

Com teu Amor me embalavas

 

Sentada nos teus joelhos

Sempre agarradinha a ti

Ouvindo os teus bons conselhos

Que até hoje não esqueci

 

Se doente me encontrava

Sofrias a minha dor

Com carinho não faltavas

Até me sentir melhor

 

Eu recordo com saudade

A vida que então vivemos

Pensando na Eternidade

Em que nos encontraremos

 

 

Por hoje chega para quem me visitar

 

 

 

                                               

Um Feliz Natal para todos   

 

 

 

 

 

publicado por linhaseletras às 18:59
link do post | comentar | favorito
Sábado, 22 de Dezembro De 2007

SEM ASSUNTO

Olá, cá estou eu a falar outra vez convosco. Hoje não tenho nenhum tema em especial,

 

por isso vou apenas falar do meu dia.

 

Eu trabalho no comércio, e por incrível que pareça passei o dia quase sem fazer nada, não

 

se vende nada de jeito e isso é desesperante e ao mesmo tempo cansativo e stressante.

 

A vida está muito má e não há poder de compra,Nem parece Natal  .

 

Longe vai o tempo que por estes dias não se parava não havia mãos a medir para fazer

 

 embrulhos,  agora passa-se o tempo a ver »  a banda passar«.

 

Eu mesmo assim aproveito para ir escrevendo uns versos , que foi o que fiz hoje

 

enquanto esperava que chegasse  alguém para comprar qualquer coisa,a minha »veia

 

poética»hoje saiu-me um pouco esquisita nem eu sei bem porqué , mas mesmo assim

 

aproveitei-a e aqui vai o resultado

 

 

 Lágrimas Perdidas

                    

Se me disseres!Eu não te quero

Nem mesmo sei o que faria

Talvez entrasse em desespero

Mas concerteza não morreria

                     

Morrer de Amor! Já não se morre

O Amor Eterno já não existe

E com a pressa que a vida corre

O mais que posso é ficar triste

                         

Como sou triste por natureza

Tu não me quereres! Não me afectava

Posso dizer-te! Com a certeza

P'la tua falta eu não chorava

                 

Já chorei muito p'la vida fora

Chorei por ti e não devia

Parei com isso e só agora

Vi que fiz mal! mas não sabia

 

 

 

publicado por linhaseletras às 00:11
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 20 de Dezembro De 2007

Respeito e compreenção

Hoje vamos falar de respeito e compreenção, que por sinal já há muito pouco.

 

Hoje já ninguém respeita ninguém ,principalmente os mais novos, que olham para os mais

 

 velhos  com desdém, como se não prestassem para nada,como se não soubessem nada

 

e não tivessem nada para lhes ensinar.

 

O que é um grande erro! Eu vejo gente mais nova que eu e que conseguem ser mais »velhos»

 

nas atitudes na maneira de pensar e até de agir.

 

Também no que diz respeito á compreenção »a coisa está preta» .Niguém se compreende ,

 

niguém se entende, não há tolerância para com os outros, não se tenta ao menos entender

 

o ponto de vista dos outros ,há pessoas que pensam que são os reis do mundo, nem

 

o beneficio da  dúvida são capazes de dar.

 

Eu penso que devemos de ouvir  as pessoas, e tentar compreendê-las sejam quais forem

 

os seus pontos de vista, ter paciência com aqueles que são  teimosos e que pensam que

 

sabem tudo e muitas vezes não sabem nada ,também não devemos ridicularizar quem

 

não sabe tanto quanto nós cada um é como é e pronto!

 

 

Hoje vou  publicar  uns versos que escrevi há muito pouco tempo e que têm alguma coisa

 

a ver com este tema,aqui vão eles!

 

 

COMPREENÇÃO

            

A vida me maltratou

E tirou-me a juventude

Sofri muito e aqui estou

E só peço a Deus saúde

                 

Tenho aquilo que Deus quiz

Pois pouco tenho de meu

Sou mais ou menos feliz

Com tudo o que Deus me deu

             

Se somos todos iguais

No nascer e no morrer

Há uns que têm demais

Para outros nada ter

               

Nunca tive a ambição

De querer ser um Ser perfeito

Só peço compreenção

E um pouco de respeito

 

               

 

 

Por hoje vou acabar já estou a ficar com sono  

 

 

 

 

 

publicado por linhaseletras às 23:41
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
15
17
19
21
24
27
29