Lágrimas

    Hoje vou falar muito  pouco, estou um pouco deprimida, sendo assim vou escrever um poema que fiz há mais de vinte anos.
Embora isto não tenha nada a ver comigo agora ,ainda me diz muito.
                 
Eu hei-de morrer chorando
                    
 
Eu hei-de morrer chorando
Porque chorando nasci
Meu pranto foi aumentando
Desde o dia em que te vi
                    
Mas mesmo assim a sofrer
Ainda te vou amando
Neste meu triste viver
Eu hei-de morrer chorando
                       
Ó que vida amargurada
Eu outra não conheci
Não tenho gosto para nada
Porque chorando nasci
                 
Tu és injusto comigo
E isso vai-me matando
Que desde que estou contigo
Meu pranto foi aumentando
                  
Eu sinto-me envelhecer
Eu sinto que já morri
Eu comecei a morrer
Desde o dia em que te vi
                
Até amanhã se Deus quiser um  para quem me visitar
sinto-me:
publicado por linhaseletras às 21:56
link do post | comentar | favorito