MOTAS

    Olá cá estou eu de novo! hoje vou falar muito pouco,

 porque não me apetece e estou um pouco cansada, mas mesmo assim ainda lhes digo que escrevi agora estes versos e que vou dedicá-los ao meu genro e ao meu neto, e também a todos  os que gostam de motas.

Eu gosto muito de as ver mas tenho um grande respeito por elas, mas  não deixo por isso de respeitar quem as adora.

Então aqui vão os versos.

 

Motas                       

 

Com cromados a brilhar

 Ou com cores exuberantes

São belos exemplares

Com motores muito possantes

                       

Peças de muito valor

Que querem ser respeitadas

Tratadas com muito Amor

Como sendo namoradas

                   

É um regalo para os olhos

E transmitem emoções

Quando passa tudo ao molho

Em grandes concentrações

             

Barulho ensurdecedor

Quando se juntam milhares

O roncar dos seus motores

É música para os Motard

 

 

Com um para os dois 

 

Até amanhã se Deus quiser

 

 

 

publicado por linhaseletras às 23:30
link do post | comentar | favorito