Como o tempo passa

 
 
 
 
Como o tempo passa
 
Parece que foi ontem que nasceste,
Que chegaste a este mundo conturbado,
O tempo que passou já é passado,
E sem eu me dar conta tu cresceste.
 
São quarenta e sete anos que viveste,
Enfrentando coisas boas, coisas más,
Mas de todas tu foste sempre capaz,
De dar luta e foi assim que venceste.
 
Hoje és uma mulher madura,
E assim vais seguindo o teu caminho,
Com alguma incerteza e alguma dor.
 
Há em ti uma vontade que perdura,
E lutas para teres sempre o carinho,
E de teres á tua volta muito Amor
 
Escrito por: Maria Idalina Pata no dia do aniversário da sua filha Arminda Manuela
publicado por linhaseletras às 00:03
link do post | favorito