Ajuda !Precia-se.

 
 
Ajuda, precisa-se !
 
Catorze horas, inicio de tarde de um lindo dia de Primavera,acabo de almoçar e vou  até ao café beber a minha "bica" como habitualmente.
.............Quando cheguei a Sra. do café fez-me  como sempre uma grande "festa" e veio sentar-se ao pé de mim a conversar um pouco, porque tinha tão pouco trabalho que até dava para se sentar com os clientes a dar dois dedos de conversa.
............Perguntava-me ela! Então continua á procura de emprego?Eu respondi que sim, até porque com a minha idade era quase impossível arranjar novo emprego.
...........................Entretanto a Sra vai atender um cliente que tinha acabado de chegar e eu peguei no jornal e dei uma vista de olhos pelas letras "gordas" até porque não tinha paciência para ler as miudinhas.
.....Já estava para largar o jornal,  um anúncio  despertou a minha atenção. O anúncio dizia simplesmente  em letras bastante grandes isto:  "Ajuda precisa-se"
Eu chamei a Sra. e disse para ela:Aqui está uma coisa que me apetece fazer, ajudar alguém que precisa, mesmo que não ganhe nada vai fazer-me muito bem sentir que estou  a ser útil.
..........Não acha Dona Isabel!Ao que ela me respondeu, acho que faz muito bem, mesmo que não ganhe, também não perde e alguém lhe irá agradecer por isso.
Acabada a nossa conversa tirei o contacto do anúncio e voltei para casa, mas sempre a pensar quem estaria por detrás daquele apelo.
Não tive paciência para esperar, peguei no telefone marquei o número e do outro lado uma voz de mulher, que a mim me pareceu ser de uma pessoa de alguma idade  e me perguntava o que é que eu queria, e eu respondi  que tinha visto o anúncio e que queria ajudar.
A Sra disse logo que sim, que gostava de falar comigo e se nos entendêssemos combinaríamos então tudo.
................................Marcámos uma entrevista para o dia seguinte, e qual não foi o meu espanto  quando soube que a Sra. morava perto de mim. No  dia da entrevista, há hora marcada lá estava eu no local combinado quando vejo uma Sra. aproximar-se  e perguntar por mim, pelos dados que eu lhe tinha fornecido.
Eu fiquei de boca aberta, nem uma palavra consegui articular. Á minha frente estava uma Sra talvez com  uns setenta anos muito bonita e muito bem cuidada.
Pediu-me licença para se sentar e identificou-se com  sendo a pessoa que tinha falado comigo no dia anterior. Começou por dizer para eu ficar descansada que não era engano , ela era a pessoa que estava a pedir ajuda naquele anúncio.
..............Eu que tinha estado calada até aquele momento consegui então dizer algumas palavras.
......E fui  dizendo: A Sra. desculpe, mas que ajuda  é que uma pessoa com a Sra precisa?
Ao que ela respondeu! Não se iluda  com as aparências minha "Querida" eu preciso mais de ajuda do que pensa.
.............Mas porquê? perguntei eu!
Sabe minha "Querida" eu felizmente sou muito rica e podia ter uma dama de companhia paga a peso de "ouro" que a mim não me fazia diferença nenhuma.
Mas resolvi pôr o anúncio para ter alguém que me quisesse ajudar sem saber quem eu sou, só pelo prazer de ajudar os outros, que é o seu caso, eu sei que veio para dar ajuda e carinho a alguém que estava a precisar muito, por isso está contratada.
Caso esteja de acordo com o que pretendo e quanto lhe vou pagar!
........O que eu pretendo é ter alguém com quem conversar ,para falar de coisa banais do dia a dia, para dar umas risadas de vez em quando, também para dar uns passeios e pouco mais.Eu só quero ter alguém que me oiça e  queira fazer isso sem se preocupar com quem está a falar.
..................O ordenado que lhe vou pagar éXXXXXXX
................Está de acordo?
Eu fiquei sem fala, como é possivel que alguém com tanto bem material, esteja tão só que precise de pagar uma fortuna para ter um pouco de companhia, e  partilhar algum carinho.
.................Eu que pensei que ia ajudar uma pobre Senhora, dou por mim a ser ajudada por aquela mulher que mais parecia uma Santa que tinha aparecido no meu  caminho .
...A conclusão a que cheguei é que as aparências  continuam  a iludir .
Texto escrito e ficcionado para :
http://fabricadehistorias.blogs.sapo.pt/
 
 
 
  M-I-P
 
publicado por linhaseletras às 01:13
link do post | favorito