O tempo é das palavras

 
 
 
O tempo é das palavras
 
 
Hoje é o tempo das palavras
As que foram ditas e esquecidas,
Agora recordadas e vividas,
Lançadas ao vento e libertadas.
 
Tanto sentimento amordaçado,
Preso, acorrentado com grilhetas,
Por fim libertado, conta em letras,
O que foi um sonho destroçado.
 
Querer fazer aquilo que saía,
Do peito em labaredas a arder,
E ter alguém por perto a deitar água.
 
Ali eu sabia que morria,
Algo que eu queria ver nascer,
Por isso eu carrego tanta mágoa.
 
 
 
 
{#emotions_dlg.meeting}  M-I-P
 
 
 
publicado por linhaseletras às 22:26
link do post | comentar | favorito