Sonho adiado

 
 
 
 
Sonho adiado
 
 
Eu ando a bater a tanta porta,
Pensando haver alguém que possa abrir,
Mesmo que ninguém abra, eu vou seguir,
Prosseguindo com fé a minha rota.
 
Tenho fé que um dia apareça,
Alguém a espreitar numa janela,
E deixar-me ver através dela,
E assim algum milagre aconteça.
 
Passo os meus dias numa luta,
Ás vezes até mesmo á exaustão,
Mas parar, eu nunca paro e vou em frente.
 
Eu sei que alguém está á escuta,
Ou será que é apenas ilusão,
E vou viver sonhando eternamente.
 
  M-I-P
 
 
publicado por linhaseletras às 22:30
link do post | comentar | favorito