A viagem da minha vida

 

 

 

 

A viagem da minha vida

 

 

 

O tempo é de crise! por causa dessa mesma crise não fazemos aquilo que queremos e gostamos.

....Nas minhas férias não  consegui fazer aquela viagem que tanto queria, mas paciência!  fica para a próxima agora resta-me ficar em casa e aproveitar para descansar e não me lamentar muito ,porque há-de haver quem nem sequer  tenha férias, ou porque não tem trabalho ou  porque tem de trabalhar  a dobrar para ir controlando as despesas extras  que este nosso governo nos obriga a ter, e isso inclui trabalhar durante as férias que deviam ser para descansar.

.Mas como ainda tinha alguns dias de férias resolvi agora no Outono tirar o resto que me falta para descansar.

Fiquei por casa a pensar se seria o momento para fazer a tal viagem que tinha sido adiada.Mas fiz contas á vida e vi que não era possível! não pensei mais nisso.

.......Estava eu sentada no meu sofá e eis que me surge uma ideia!

E se eu fosse fazer uma viagem imaginária? O difícil foi escolher o destino, mas pus o cérebro a trabalhar e  rapidamente cheguei a uma conclusão.

E se eu fosse até ao Chile assistir ao "Renascer" daqueles trinta e três homens?

Então sentada na meu sofá fechei os olhos e viajei até ao "Chile" e fui juntar-me aquela gente que está sentada á entrada da mina "S.José"  á espera daqueles mineiros que sessenta e nove dias depois de ficarem soterrados regressaram á superfície da terra e á vida.

.....Ali no  meio daquelas pessoas achei que a minha viagem não podia ser só assim, então desci  até ás profundezas  da terra para sentir o que é  estar enterrada viva, sempre á espera do minuto seguinte que poderá ser o ultimo para viver.

Ali perto daqueles homens senti que estava noutro mundo , noutra vida, pensei que estava a sonhar.Como é possível alguém estar tanto tempo enterrada  e não perder a esperança de sair dali com vida.

Ver quanto esforço foi feito para salvar aqueles homens, ver a força daquelas famílias que não arredaram pé da entrada da mina e passando para o fundo da mesma a sua força e energia positiva.

E a emoção que senti ao ver renascer aqueles homens das entranhas da "Terra-mãe".

A alegria e o prazer que senti nesses momentos não se pode medir nem há imaginação possível para descrever aqueles momentos.

.......Ao fim de algum tempo  a minha viagem terminou.Abri os olhos e estava confortavelmente sentada no meu sofá na minha sala, mas também estive na entrada da mina"S. José" eu sei que estive lá, como estiveram lá milhões de pessoas a assistirem aquele "milagre" em direto. Foi uma viagem inesquecível, talvez   a melhor da minha vida.

........Agora que a minha viagem chegou ao fim e as férias também, rezo e agradeço a Deus ,tal como o mineiro que ao sair se ajoelhou rezando agradecendo a Deus o milagre destas trinta e três vidas salvas  por "Ele"  e aprendi que a esperança é a ultima a morrer.

 

 

Texto escrito e ficcionado para :http://fabricadehistorias.blogs.sapo.pt/

 

 

publicado por linhaseletras às 23:20
link do post | comentar | favorito