Verdade amarga

 
Eu vou pegar na história da" Poetaporkedeusker" e vou tentar terminar á minha maneira espero que não vá estragar a história que  a Poeta escreveu.
Eu vou escrever o final da história para me situar e quem ler ter uma ideia da continuação.
 
..........E agora, Marta, vais dizer-me o que estás aqui a fazer num consultório de ginecologia e obstetrícia, ou vais deixar que eu adivinhe?atirou depois de soprar a primeira espiral de fumo branco.
...Como soubes-te que eu estava aqui?
-----------Puro acaso, Marta... e não me agrada que tenha sido assim.Ia a sair da pastelaria quando te vi deste lado da rua.Chamei-te e não me ouvis-te.Pensei chamar-te de novo, mas tu já lias a placa junto á porta do consultóri e resolvi não de dar a hipótese de mentires... mais uma vez.
 
 
 
 
Verdade Amarga
 
Mas Mãe eu não te menti!Cala-te Marta,eu não quero ouvir mais nada a não ser a verdade e apenas a verdade.
............Não vale a pena inventares nenhuma história.
Mas Mãe, o que tenho para te dizer é muito complicado e muito longo.
...............Não faz mal minha filha! eu tenho tempo por isso  começa a falar.
............O meu corpo parecia "gelatina" e eu pedia a Deus que a assistente da médica me chamasse para a consulta e assim eu ter um motivo para adiar aquela conversa.E também para saber o resultado dos exames que ia mostrar, assim, já que tinha de contar á minha Mãe
 o que estava ali a fazer contava-lhe a verdade toda, que eu própria nesse momento ainda não sabia.
Mas a minha Mãe não parava de me pressionar. Marta hoje não escapas eu não vou sair daqui sem me dizeres tudo.
------------Nesse momento a assistente chamou o meu nome!
Que alivio!!!!!! Pensei eu, pelo menos por agora estou salva. Mas o destino é muitas vezes cruel e nesse dia para mim foi o mais cruel possível.
-----Boa tarde  Marta, disse a médica ao ver-me entrar.
Boa tarde Doutora ,respondi!!
Então vamos ver esses exames para ficarmos descansadas.
Quando a médica abre o envelope dos exames o seu rosto mudou de expressão e um pesado silencio abateu-se sobre nós .
Quantos anos tem Marta? perguntou a médica, eu respondi tenho 25.
-------Doutora por favor diga-me o que se está a passar, vejo pela sua cara  que não é nada de bom.
Tenha calma Marta!Também não é o fim do mundo. Diga-me uma coisa: você levou a vacina contra o cancro do colo  do útero? Não Doutora, pensei que com a minha idade já não fosse necessário.
Não Marta está enganada em todas as idades a vacina é necessária.
----------Quando a médica acaba de me fazer aquela pergunta eu pensei que estava a sonhar, senti que o chão me estava a fugir debaixo dos pés.
Mas no mesmo instante ganhei coragem e disse....Por favor Doutora não me esconda nada eu quero saber o que tenho seja o que for que tenha para me dizer eu quero  ouvir e vou aguentar.
---------Então aqui vai----a Marta tem cancro do colo do útero. Mas não é caso para perder a esperança, como está muito no inicio tem muitas probabilidades de cura.Não deve é perder a coragem e tem que fazer tudo o que a medicina tem disponível para estes casos e talvez com sorte daqui a uns anos conte o seu caso como  sendo um caso  de sucesso.
Agora vá para casa e descanse e pense no que deve fazer e sempre com pensamento positivo.
-----Obrigado Doutora!!!!!!!!
Ao sair do consultório eu nem sentia o chão debaixo dos pés e nem via ninguém.
          Mas ao pôr os pés fora  da porta  alguém me puxou pelo braço e me disse.
----------Agora vamos lanchar e vais-me contar tudo.
Está bem eu conto agora já lhe posso contar a verdade toda e ainda bem que a Mãe apareceu aqui que nesta altura da minha vida eu preciso muito de si.
-----Sentámos-nos a á mesa da pastelaria em frente ao consultório e comecei a falar. eu tinha necessidade de deitar para fora tudo o que me estava a sufocar e não perdi mais tempo.
-------Mãe começo por te pedir desculpa de não  te ter dito nada desta minhas visitas á médica.
Mas sabes Mãe , eu não te queria preocupar.
Eu sei o que te passou pela cabeça quando me viste entrar aqui!
-------------------Estás grávida não é?   Mas não penses que vou ficar zangada contigo,isso são coisas que acontecem não serás a primeira nem serás a ultima e vou apoiar-te em tudo e até fico feliz por ir ser avó.
.........Mas Mãe eu ainda não disse o que tenho!
Mas dá para perceber Marta!!!
Antes fosse isso, o que eu tenho é muito mais grave e vou precisar do teu apoio para aguentar o que ai vem.
----------Mas filha estou a ficar assustada  diz depressa o que se passa.
 O que se passa é que tenho cancro do colo do útero, mas a médica disse que é curável tenho é de ter muita força.
----------------Nesse momento os braços da minha Mãe estenderam-se para mim e eu mergulhei naquele abraço que há muito não sentia. e ai começou o meu verdadeiro tratamento contra aquele "monstro"  que estava a querer tomar conta da minha vida.
--------------Nos braços da mimha Mãe chorei e as lágrimas dela juntaram-se ás minhas e que bem que soube aquele abraço e agradeci a Deus ter posto  a minha Mãe no meu caminho naquele dia, que nunca mais vou esquecer............
 
 História escrita e ficcionada para
 http://fabricadehistorias.blogs.sapo.pt/
 
 
 
 
 
 
 
 
publicado por linhaseletras às 22:00
link do post | comentar | favorito