Arrábida

  
 
 
No passado dia trinta de Maio realizou-se o almoço convivio  das operárias da fábrica de luvas  "Luvex" da  qual eu fiz parte durante alguns anos, desse tempo que passamos juntas ficou uma grande amizade que tem resistido  durante estes anos todos e já lá vão  quarenta anos.
No Domingo foi um dia muito especial que passou muito depressa, o que faz com que já esteja planeado outro encontro para o ano que vem.
------------------Adorei este dia e até me inspirei e escrevi uns sonetos que vou deixar aqui a partir de hoje.
...........Aqui vos vou deixar o primeiro soneto, espero que alguma das minhas colegas aqui venha fazer uma visita e goste de ler o que escrevi sobre aquilo que todas nós vivemos.
----------Confesso que tive um pouco de medo quando ia a subir a serra, mas o prazer de ver uma paisagem tão bonita não me deixou desviar o olhar daquele espectáculo maravilhoso com que a Natureza nos presenteou.
Então aqui vou deixar o meu soneto.
 Estes  "post" são dedicados a todas a que foram a este passeio, um grande abraço para todas sem excepção
 
 
Arrábida  "Bela e Assustadora"
 
 
 
Arrábida! bela e sedutora,
Essa tua beleza me fascina,
Mesmo quando chego lá acima,
E tenho uma visão assustadora.
 
Olho!Vejo o Mar bem lá ao fundo,
Olhando as encostas verdejantes,
Tenho um sensação tão estonteante,
E sinto que estou no cimo do mundo
 
Lá vejo a vida de outro jeito,
Quero que o tempo pare naquela hora,
E jamais deixar de ver tanta beleza.
 
É belo!Mas impõe muito respeito,
Mesmo assim eu não quero ir já embora,
Quero desfrutar mais, a Natureza.
 
 
 
             M-I-P








publicado por linhaseletras às 22:47
link do post | comentar | favorito